quarta-feira, 28 de junho de 2017

Traficante de 800 quilos de maconha é condenado

anvisa-registra-primeiro-remc3a9dio-c3a0-base-de-maconha-no-brasilNove anos e seis meses em regime fechado. Esta foi a pena que a Justiça do Rio Grande do Norte determinou para Tiago Galdino Tertulino, preso com quase 800 quilos de maconha e supermaconha em janeiro deste ano, no município de Upanema. A sentença, expedida na última sexta-feira (23), atendeu aos pedidos do Ministério Público na Ação Penal nº 0100015-57.2017.8.20.0160 e destacou-se pela celeridade entre a prisão e a condenação do réu, pouco mais de cinco meses apenas.
Este caso pode ser considerado um exemplo de bom funcionamento das instituições que integram a rede de segurança pública no Estado: a Polícia Civil, que efetuou a prisão; o Ministério Público, que ofereceu a denúncia e realizou a instrução; e o Poder Judiciário que, com agilidade, apreciou o caso e proferiu a sentença.
Em 24 de janeiro de 2017, durante operação coordenada pela Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc), Tiago Galdino Tertulino foi preso em poder de um revólver calibre 38 sem registro, 461 quilos de maconha e 318 quilos de skank (uma espécie de maconha cultivada em laboratório com efeito concentrado, conhecida como “supermaconha”). Durante o curso do processo penal, as intenções de tráfico ficaram tipificadas, principalmente após confissão do réu.
De acordo com a sentença, a droga apreendida deve ser incinerada e a arma de fogo encaminhada para o Comando do Exército Brasileiro para ser destruída.
Postar um comentário