domingo, 24 de setembro de 2017

Segundo dia de cerco à Rocinha tem três traficantes mortos e menino ferido
Tiroteio no Alto da Boa Vista. Outros três fuzis foram apreendidos pela PM em dois confrontos na região do Alto da Boa Vista. Neles, três suspeitos morreram e cinco foram presos – um deles ferido. Um adolescente de 13 anos levou dois tiros, mas estava estável no fim da tarde. Foram apreendidas ainda nove granadas e uma quantidade não divulgada de drogas.
Tensão na Rocinha: Cerca de 950 militares participam das ações no local.
Uma mulher que estava em um carro com a família contou detalhes dos incidentes. “Saímos da Tijuca eu, meu marido e meu filho de cinco anos para almoçar com minha irmã na Barra da Tijuca. Estávamos subindo o Alto da Boavista quando carros no sentido oposto começaram a sinalizar para voltarmos e pedestres também corriam na direção oposta”, relatou. “Pelo retrovisor, vimos um carro em alta velocidade passando. Saía fumaça dos pneus. Encostamos atrás de um caminhão e abaixamos dentro do carro porque os três carros de polícia passaram em perseguição, com as armas para fora. Pedestres corriam nas calçadas e entravam nas lojas para se abrigar. Meu filho perguntava o que estava acontecendo, mas eu não conseguia explicar, só o tirei rápido da cadeirinha porque fica mais vulnerável. Os tiros foram a 50 metros de nós. Esperamos o caminhão sair e continuamos parados porque os carros da polícia continuavam no sinal em frente ao colégio Marista São José. Vimos um carro batido com várias marcas de tiros nos vidros dianteiro e traseiro e um policial com um detido sentado na calçada. Logo à frente, montaram uma blitz. Um caminhão do Exército subiu a rua e alguns carros de polícia. Desistimos de ir para a Barra e resolvemos almoçar perto de casa mesmo, num restaurante vegetariano. Foi um sufoco muito grande.”
Enquanto soldados das Forças Armadas mantinham o cerco à Rocinha e policiais agiam no morro em busca de criminosos, a Polícia Militar realizava incursões em pelo menos outras três favelas do Rio. Policiais do Batalhão de Choque fizeram incursões na favela do Turano, na zona Norte, e no Morro da Providência, no Centro, enquanto homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) subiram o Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, na região central.
Na zona sul, PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Vidigal prenderam dois homens na localidade conhecida como Largo do Santinho. Cinco rádios, drogas e outros materiais foram apreendidos.
Tensão na Rocinha: Pelo menos 5 criminosos são presos pelo Exército após confronto com a políciaTensão na Rocinha: Neste sábado, 23, as Forças Armadas realizam o segundo dia de ocupação na Favela da Rocinha; há uma semana, facções rivais iniciaram a disputada pelo controle do tráfico de drogas na favela com tiroteios, mantendo a população apreensivaTensão na Rocinha: Confrontos entre traficantes e policiais fecharam a Autoestrada Lagoa-Barra, que passa pelos acessos da Rocinha e é a principal via de acesso entre a zona sul do Rio e a Barra da Tijuca, na zona oesteTensão na Rocinha: Confrontos entre traficantes e policiais fecharam a Autoestrada Lagoa-Barra, que passa pelos acessos da Rocinha e é a principal via de acesso entre a zona sul do Rio e a Barra da Tijuca, na zona oesteTensão na Rocinha: Exército entrou na favela com armamento pesado e veículos blindados.Tensão na Rocinha: Exército chegou fortemente armado à maior favela do País.Tensão na Rocinha: Militar observa movimentação na favela da Rocinha.Tensão na Rocinha: Cerca de 950 militares participam das ações no local.
Postar um comentário